Fábio Souza

Ação, Emoção, Superação!!!

Archive for the ‘Social’ Category

“Essa vaga não é sua nem por um minuto” – flagrante

Posted by fabiocad04 em 06/15/2011

Galera,
Ontem eu fui ao Forum da cidade de Taboão da Serra e quando fui estacionar na vaga para pessoas com dificuldade de locomoção, pois sou cadeirante, tinha uma moto na área de transferência, resultado tive que sair do carro e pedir para outra pessoa estacionar o carro para mim, veja a foto abaixo:

Anúncios

Posted in Social | Etiquetado: | Leave a Comment »

Bases para uma empresa sem barreiras atutidinais

Posted by fabiocad04 em 06/15/2011

Galera,
Esse texto foi extraído do Blog “http://www.deficienteciente.com.br/“.

O presente conjunto de orientações é extrato de um artigo, A empregabilidade da Pessoa com deficiência no Ambiente Laboral, por Francisco Lima e colaboradores e foi apresentado como palestra em 09/03/2010, ao MR.

“ “… É preciso que esclareçamos que barreiras atitudinais não são visíveis como as barreiras físicas, e sua remoção não se dá pela mera vontade dos dirigentes de uma empresa ou de seus subordinados. As barreiras atitudinais, na maioria das vezes, são inconscientes, e de difícil reconhecimento, mormente por parte de quem as pratica.

Pela eliminação de barreiras atitudinais eliminam-se as demais barreiras, e viabilizam-se a acessibilidade comunicacional, a acessibilidade programática, a acessibilidade metodológica, a acessibilidade física, enfim viabiliza-se o desenho universal e a conseqüente ampliação do potencial laboral da empresa.

Então, são as barreiras atitudinais as que mais podem impedir a contratação ou viabilização da permanência de um empregado com deficiência numa dada empresa. Por outro lado, são as acessibilidades atitudinais as que certamente vão ampliar o potencial empregador da empresa a horizontes infinitamente distantes. De repente, se verá a possibilidade de empregar trabalhadores com deficiência em um posto de trabalho antes impensável para aquele trabalhador.

Isso requererá, contudo, bem menos investimento econômico do que investimento pessoal de todos os seus colaboradores.
Esteados no documento Comportamento: barreiras atitudinais, resumimos a seguir as principais barreiras dessa natureza levantadas/encontradas no ambiente de trabalho.

1- Atitude de Inferioridade

Pelo fato de um trabalhador tornar-se impossibilitado de realizar uma atividade importante, alguns acreditam que ele é um empregado de segunda classe e, automaticamente, não tão digno ou competente quanto um trabalhador sem deficiência. A percepção de que um empregado com deficiência é menos capaz, nega-lhe a chance de competir em pé de igualdade com as demais pessoas.

2- Atitude de Pena

Muitos colaboradores tendem a sentir pena do empregado com deficiência, o que leva a comportamentos com ares benevolentes. Os empregados com deficiência não precisam de pena, eles precisam de oportunidades.

3- Atitude de Exaltação do Heroísmo

Muitas vezes considera-se uma pessoa com deficiência, que vive independentemente, ou busca uma carreira, como sendo corajosa ou especial simplesmente por superar uma deficiência. Os empregados com deficiência não querem louvores por simplesmente terem conseguido terminar o dia de trabalho. Guarde o aplauso para uma realização que seja realmente vista pelo trabalhador com deficiência como digna de elogios.

4- Atitude de Ignorância ou Desconhecimento

Um empregado com deficiência é muitas vezes rejeitado como incapaz de realizar uma tarefa antes mesmo de lhe ser dada uma oportunidade de tentar. Não presuma que você conhece as habilidades de uma pessoa com deficiência só porque já viu ou conheceu outra pessoa com mesma deficiência.

5- Comportamento de Generalização

Muitos colaboradores supõem que uma dada deficiência de um trabalhador afeta negativamente outros sentidos, habilidades ou traços de personalidade, ou que a pessoa como um todo é deficiente. Por exemplo, muitas pessoas gritam (falam com voz demasiadamente alta) para pessoas cegas, ou não esperam que pessoas que usam cadeiras de rodas tenham inteligência para falarem por si próprias. A pessoa que generaliza incorre no erro de não ver o indivíduo como um todo, vendo-lhe apenas a deficiência.

6- Crença em Estereótipos

O outro lado do comportamento de generalização são as generalizações positivas ou negativas que as pessoas formam a respeito das deficiências. Por exemplo, muitos acreditam que todas as pessoas que são cegas são grandes músicos, todas as pessoas que usam cadeiras de rodas são raivosas, todas as pessoas com deficiências cognitivas são inocentes e dóceis, e todas as pessoas com deficiências são tristes e amargas. Aceite seus colegas de trabalho como eles são, e não generalize baseado em sua própria observação.

7- Atitude de Medo

Muitas pessoas têm medo de que vão fazer ou dizer a coisa errada perto do empregado com deficiência. Elas, portanto, evitam seu próprio constrangimento, esquivando-se desse empregado. Outras vezes, podem buscar manter um empregado com deficiência “afastado”, por receio de que ele venha dizer ou fazer algo que vá ofender um cliente, ou manter afastado o cliente para “protegê-lo” do contato com o empregado com deficiência .

8- Vantagem ou Favorecimento

Muitos colaboradores acreditam que indivíduos com deficiência recebem vantagens especiais, ou exigências menores no trabalho. As mesmas condições precisam ser asseguradas a todos. O respeito às necessidades do trabalhador com deficiência não implica na defesa de privilégios especiais para o empregado com deficiência, apenas exige oportunidades iguais para eles.
Muitas deficiências, tais como deficiências cognitivas, transtornos psicológicos, epilepsia, câncer, artrite e problemas cardíacos não são visíveis. Por isso, muitas pessoas pensam que essas não são deficiências que precisem de tratamento diferenciado. Defini-se deficiência como uma condição que limita substancialmente uma ou mais atividades da vida. A promoção da igualdade de condição para todas as deficiências, visíveis ou ocultas, que se enquadrem na definição acima, pode manter trabalhadores valorosos no emprego e abrir portas para outros.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Ao falarmos de empregabilidade e de responsabilidade social, estamos convidando toda a sociedade, nela incluída a empresa, a transformar-se de modo a respeitar os direitos humanos de todas as pessoas, sem o que não haverá inclusão, sem o que não haverá cidadania, sem o que não haverá humanidade nas pessoas; com o que a empresa manifestará seu total potencial empregador para todos os seus empregados (trabalhadores com e sem deficiência), com o que oferecerá melhor qualidade de vida para seus empregados, com o que receberá maior produtividade destes, com o que alcançará maiores lucros (garantidos, qualitativa e quantitativamente), com o que a empresa será digna de receber o título de “Empresa Socialmente Responsável e Inclusiva”.”

Posted in Social | Etiquetado: | Leave a Comment »

“Esta vaga não é sua nem por um minuto”

Posted by fabiocad04 em 06/13/2011

Esse aí não estacionou, mas, bloqueou totalmente o acesso à vaga.

Posted in Social | Etiquetado: | Leave a Comment »

Deficientes vão ao Ministério Público contra a Prefeitura

Posted by fabiocad04 em 06/13/2011

Matéria retirada do Blog http://www.deficienteciente.com.br

Dossiê da acessibilidade’ será entregue a promotores pelo conselho que os representa em Rio Preto

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência entrega até quinta-feira (9) “dossiê da acessibilidade” ao Ministério Público, pedindo ação civil pública contra a Prefeitura de Rio Preto.

No documento, o conselho sustenta que faltam condições para o livre trânsito de cadeirantes e deficientes visuais nas calçadas da cidade. “Existem muitos buracos e desníveis que causam acidentes como o que ocorreu com a Fernanda”, disse ontem a presidente do conselho, Márcia Gori.

Ela se refere à cadeirante Maria Fernanda Zavanella, de 27 anos, que quebrou dois dentes e cortou o supercílio, depois de cair em uma valeta no bairro São Manoel, conforme reportagem publicada ontem no BOM DIA. O jornal também tratou do assunto na edição de segunda ao revelar a dificuldade que deficientes encontram para entrar em prédios da prefeitura.

O dossiê é resultado de mais de dois anos de trabalhos da Comissão da Acessibilidade, formada por vereadores e líderes de entidades de classe.

O grupo se reúne mensalmente na Câmara de Rio Preto e discute soluções para melhorar o trânsito nas calçadas e a acessibilidade em prédios públicos, além de sugerir adequações físicas às secretarias de Obras e a de Serviços Gerais.

No material que será entregue ao MP, estão vídeos, fotos e reproduções de reportagens que contam casos como o de Maria Fernanda. A prefeitura informou ontem que mantém programa permanente de promoção da acessibilidade com obras corretivas por toda a cidade.

Fonte: Rede Bom Dia

Posted in Social | Etiquetado: | Leave a Comment »

Rampas Inacessíveis

Posted by fabiocad04 em 06/13/2011

Matéria retirada do Blog http://www.deficienteciente.com.br

Caro leitor,
Pensando em tornar os locais “acessíveis” veja rampas desenhadas por engenheiros, de várias partes do mundo, que desconhecem totalmente o significado da palavra acessibilidade.

Posted in Social | Leave a Comment »

Reatech 2011

Posted by fabiocad04 em 04/14/2011

Galera,

Começa hoje em São Paulo, a Reatech 2011, Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade que reúne fornecedores que procuram desenvolver negócios para combater as necessidades de pessoas com deficiência. Médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e educadores são alguns dos públicos que participam do evento.

Setores Presentes
•Acessibilidade
•Adaptações
•Agências de emprego
•Animais treinados
•Aparelhos Auditivos
•Aparelhos e equipamentos especiais
•Avaliação Física
•Bancos e Instituições Financeiras
•Cadeiras de roda
•Departamentos de RH
•Distribuidoras de produtos
•Educação, aprendizado e treinamento
•Entidades Públicas e Privadas
•Empresas com ofertas de emprego
•Equipamentos Hospitalares
•Esportes Adaptados
•Fisioterapia e Terapia Ocupacional
•Hidroterapia
•Home Care
•Indústria Farmacêutica
•Informática
•Livros e Publicações
•Produtos Ortopédicos
•Próteses e Órteses
•Terapias Alternativas
•Trabalho
•Turismo e Lazer
•Test-drive de cadeira de roda motorizada

Vale a pena conferir o evento que vai até o dia 17 de abril, no Imigrantes Centros de Exposições, Rod. Dos Imigrantes, Km 1,5, São Paulo/SP.

Posted in Social | Etiquetado: | Leave a Comment »

Esta vaga não é sua nem por um minuto! – Faça parte dessa campanha

Posted by fabiocad04 em 04/08/2011

Uma nova mobilização pelo respeito às pessoas com deficiência vem ganhando espaço na rede.

A campanha de conscientização “Esta vaga não é sua nem por um minuto!” é uma iniciativa da agência TheGetz e surgiu a partir de um incidente envolvendo a empresária Mirella Prosdócimo e uma motorista por causa do uso indevido das vagas exclusivas e o desrespeito com os cadeirantes.

Precisamos conscientizar as pessoas que vagas especiais são para pessoas com necessidades especiais. Ajude a educar a população repassando esta campanha e dando o bom exemplo nas ruas.

Posted in Social | Leave a Comment »

CPB comemora 2 mil dias para a abertura dos Jogos Paraolímpicos Rio 2016

Posted by fabiocad04 em 03/16/2011

O Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) homenageará o Comitê Organizador Rio 2016 nesta sexta-feira, 18, em comemoração aos 2.000 dias para a abertura dos Jogos Paraolímpicos do Brasil.

A cerimônia será às 12h, no Royal Tulip, e contará com a presença do diretor geral do Comitê Organizador Rio 2016, Leonardo Gryner. O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também participará do evento.

Além do presidente do CPB, Andrew Parsons, estarão presentes os dirigentes de todas as entidades que desenvolvem o Esporte Paraolímpico no país. Isso porque a Assembleia Geral do CPB foi antecipada, do dia 31 de março para o dia 18, para que coincidisse com a data comemorativa.

“Vamos homenagear o Rio 2016 por ocasião da marca dos 2.000 dias para a abertura das Paraolimpíadas do Rio 2016. É uma homenagem de todo o Movimento Paraolímpico para o Comitê Organizador do Rio 2016 pelo tratamento equânime que vem sendo dado aos dois eventos. O CPB tem acompanhado de perto o trabalho do Comitê Organizador e, percebendo o alto nível de organização que se está dando tanto aos Jogos Olímpicos quanto aos Jogos Paraolímpicos, sem dúvidas daqui a 2.000 dias estaremos na abertura dos maiores Jogos da história”, explica Parsons.

2.000 dias para os Jogos Paraolímpicos Rio 2016
Data: Sexta-feira, 18, às 12h
Local: Royal Tulip Brasília (antigo Blue Tree), sala H

Mais informações:
http://www.cpb.org.br e http://www.twitter.com/cpboficial

Posted in Basquetebol, Esporte Adaptado, Social | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Nota de Falecimento

Posted by fabiocad04 em 01/25/2011

É com pesar que comunicamos o falecimento de ROSINALDO FERREIRA PORTO, atleta e presidente da equipe Águias no dia de hoje 25/01/2011.

Expressamos nossas condolências aos familiares e amigos.

Mais informações a respeito do velório e sepultamento ao longo do dia
no site da federação www.basquetesobrerodas.com.br.

O basquete de São Paulo e do Brasil está em luto e sofre pela perda do amigo.

Posted in Social | Leave a Comment »

Estamos de volta

Posted by fabiocad04 em 01/24/2011

Olá galera,

Depois do mereceido descanso, estamos de volta com as notícias do mundo Paraolímpico.

Estou preparando algumas matérias e daqui a pouco já posto aqui.

Abraços,

Posted in Esporte Adaptado, Social | Leave a Comment »